" /> Bairro Antonio Bezerra. Com. Br - * Será a “Hiperliteralidade” o caminho da plena liberdade de criação? * - Notícias Diversas - Notícias Novas
   
   

Pesquisa no Site

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Livro de Visitas

Nossa Cidade

Sobre o Site

Menu

* Será a “Hiperliteralidade” o caminho da plena liberdade de criação? * - Notícias Diversas - Notícias Novas imag1
Notícias Diversas : * Será a “Hiperliteralidade” o caminho da plena liberdade de criação? *
Enviado por BAB em 01/07/2010 11:22:51 () Notícias do mesmo autor

*A profusão de ideias de Benjamin e Bazin em Debates Incalculáveis comandado
pelo poeta Ruy Vasconcelos*

Uma das questões postas quanto á transposição de obras literárias para o cinema consiste em uma opção entre "literalidade" e "liberdade
criativa".

Para refletir sobre o assunto a Vila das Artes recebe na próxima segunda (5) no Debates Incalculáveis o poeta, tradutor e cineasta brasileiro Ruy Vasconcelos que se debruça sobre o tema *Para um Amálgama da Teoria da Tradução em Walter Benjamin e da Adaptação Literária Para o Cinema em André Bazin**o*.

Tanto Bazin - tratando de cinema, quanto Benjamin - tratando da tradução literária, apontam para uma espécie de "hiperliteralidade" como "a
forma mais insidiosa" de se atingir uma plena liberdade de criação.

O encontro é aberto ao público a partir das 18h30, na Vila das Artes (rua 24
de Maio, 1221, Centro). **

*Ruy Vasconcelos* escreveu a biografia do poeta simbolista José Albano, *Errante
e Peregrino* (Fortaleza, 2000). Exerceu uma considerável influência sobre a formação de poetas mais jovens em Fortaleza - o veículo de divulgação deste grupo era a revista *Afinidades Eletivas*, editada por Alexandre Barbalho.
Tem poemas, ensaios, e artigos traduzidos para o inglês, francês, espanhol, italiano e húngaro não raro por autores da relevância do poeta francês Henri Deluy ou do norte-americano Michael Palmer.

Seus filmes mais conhecidos são *As Vilas Volantes*, 2005 (como roteirista) e *Uma Encruzilhada Aprazível*, 2006 (como diretor). Traduziu o contista norte-americano Harold Brodkey bem como diversos poetas predominantemente de língua inglesa.

Durante vários anos foi articulista do jornal *O Povo* (Fortaleza), contribuindo também com
outros periódicos como *Vivercidades* e *Jornal do Brasil* (Rio); *Trópico* e *Zunái* (São Paulo) e *Boxkite* (Sidney, Austrália). Em janeiro de 2010, publicou a plaquete *Mediterrâneo*, pela Arqueria Editorial, São Paulo.

O Debates Incalculáveis é uma ação da Vila das Artes, equipamento da Prefeitura de Fortaleza, que mensalmente traz pensadores para debater
assuntos e inquietações da contemporaneidade nas áreas artísticas.

Já participaram pensadores como Cláudia Linhares Sanz, Eleonora Fabião, Leonel Brum, Maria Paula Sibilia, Maria Ester Maciel, Philippe Dubois e Armando Menicacci entre outros.

Serviço:

Debates Incalculáveis, dia 5 de julho, às 18h30 na Vila das Artes, rua 24 de
Maio, 1221, Centro. Informações pelo telefone (85) 3252-1444.


--
Katia Karan
Assessora de Comunicação
Vila das Artes|Prefeitura Municipal de Fortaleza
www.fortaleza.ce.gov.br/cultura
www.twitter.com/viladasartes
(55+85) 3252-1444 | 8858-4774
Rua 24 de Maio, 1221, Centro
Fortaleza -CE|Brasil

 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Publicidade

Colunas BAB

Por Robson
Conteúdo sobre a RCC, Renovação Carismática Católica

Vencendo as provações

24 May 2021
Quantos atletas se privam, voluntariamente, para alcançar um melhor resultado. São Paulo usa essa imagem para falar das exigências de anunciar o Evangelho: "Nas corridas de um estádio, todos correm, mas bem sabeis que um só recebe o prêmio.
Por Emanuel_Santos

Faltou onda para Medina e sobrou para Ferreira

09 Aug 2021
Viva o nordeste e viva o esporte brasileiro.
Por Rossana_Brasil

Camilo Santana para Senador

31 Aug 2021
A superação das dificuldades acabam por se incorporar ao seu jeito de viver e transforma os novos desafios em obstáculos bem mais fáceis de serem superados.
Por VALENTIM
Por leonardofsampaio

Vende-se um açude!!!

16 Mar 2020
"...Pelo visto, não basta só se indignar, é necessário gritar, ou até acampar exigindo atitudes dos gestores públicos..."