" /> Bairro Antonio Bezerra. Com. Br - Becos de Nosso Bairro
   
   

Pesquisa no Site

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Livro de Visitas

Nossa Cidade

Sobre o Site

Menu

Becos de Nosso Bairro imag1
 Colunas BAB 
HomeColunas BABValentim Santos • Becos de Nosso Bairro

Valentim Santos

Becos de Nosso Bairro

Imprimir artigo Enviar este artigo para um amigo. 
Hoje vamos falar sobre os antigos Becos existente no nosso saudoso Barro Vermelho.

Existiam no bairro ruas que estavam se formando, não tinham nomes e a população sempre criava nomes para estas ruas, que na maioria das vezes lembrava alguma coisa.

Eram os famosos “becos”, os mais conhecidos eram:
Beco da Cachoeirinha: ficava em frente a Escola de Agronomia, era a entrada para o bairro Padre Andrade, conhecido como Cachoeirinha. Hoje é a rua Evandro Luz.

Beco da Barra: também conhecido como “calçamento da Barra”, era a entrada para a Barra do Ceará. Hoje è a rua Demétrio de Meneses ou Perimetral, que passa ao lado do terminal de ônibus.

Beco do Boatan: era o antigo nome da rua Capitão Brasil, indicava a entrada para o Parque Boatan, hoje esquecido por seus moradores.

Beco da Estação: conhecido como a entrada para a Estação Ferroviária. Hoje rua Manoel Nunes, mais conhecida como a rua da entrada do Frotinha/Hospital Distrital Dr. Evandro Ayres de Moura.

Beco da Delegacia: hoje rua Hugo Victor. Indicava a delegacia que por muitos anos funcionou no nº 44 da mesma rua. Ficava em frente ao 10º distrito Policial.
Beco do Cemitério: era a entrada para o cemitério do bairro. Hoje rua Dr. Vale Costa.

Beco do Seminário: ficava loca lizado na entrada do Seminário São Vicente de Paula. Hoje Travessa São Vicente.

Beco do Campo do São Joaquim: hoje rua Dr. João Guilherme. Dava acesso ao campo de futebol do time do São Joaquim, atrás do Colégio Polivalente, onde foi construído um edifício residencial.

Beco da Chaguinha: era muito conhecido na bairro, pois existia uma boate pertencente a D. Chaguinha. Ficava localizado na rua Anário Braga, entre a rua Manoel Nunes e a Travessa Bertoldo Mota.

Hoje esses becos tornaram-se ruas e ficaram apenas na lembrança de um passado
nostálgico.

Valentim Santos
é Ambientalista, Historiador e colunista do site do bairro Antônio Bezerra.
Pós-Graduado em História.
Contatos:professorvalentim@ig.com.br
Valentim Santos:
| Este artigo ainda não foi avaliado | 0.
  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  

Publicidade