" /> Bairro Antonio Bezerra. Com. Br - Bolsa Família promove cidadania
   
   

Pesquisa no Site

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Livro de Visitas

Nossa Cidade

Sobre o Site

Menu

Bolsa Família promove cidadania imag1
 Colunas BAB 
HomeColunas BABLeonardo Sampaio • Bolsa Família promove cidadania

Leonardo Sampaio

Bolsa Família promove cidadania

Imprimir artigo Enviar este artigo para um amigo. 
Muito se tem falado sobre o fracasso do Programa Fome Zero, em especial da Bolsa Família como assistencialista e que só acomoda as pessoas, produz uma geração de preguiçosos(as), ou seja, estão todos virando vagabundo, ninguém mais quer trabalhar e o Governo é o culpado disso. Por outro lado tem o discurso da classe empresarial nacional que também é contra a Bolsa Família com o argumento de que esse dinheiro da Bolsa deveria ser entregue a eles para empregarem na produção e gerar emprego.ente.

Em minha ação como educador popular engajado na Rede de Educação Cidadã – Talher, curiosamente comecei a acompanhar três famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família com o objetivo de constatar se de fato é tudo aquilo que estão dizendo. Surpreendi-me com o resultado oposto a tudo que dizem. Vejamos o que constatei.

Uma das famílias é uma Senhora com um jovem adolescente, ela não tinha tempo para nada, a não ser fazer biscate e botar o adolescente para trabalhar e trazer renda para a família. Assim, pouco tempo sobrava para a escola e o lazer. A partir da Bolsa Família, o jovem ficou liberado e se engajou na comunidade fazendo artes, cantando, dançando, participando de teatro e se apresentando em vários eventos na Cidade. O estudo e a leitura passaram a fazer parte do seu dia-a-dia como motivação profissional na área das artes.

A segunda família é uma jovem mulher solteira e dois filhos com aspectos raquíticos, onde se percebia nitidamente a subnutrição, eram pessoas que viviam pedindo esmolas nas casas para comerem. Após serem beneficiadas com a Bolsa Família vemos agora é a mãe passar com as crianças para a escola com sorrisos de felicidades. Portanto, é possível percebermos nessa família, mudanças na qualidade de vida proporcionada pelo Governo.

Uma terceira família é também uma jovem mulher com um casal de filhos e o marido que ganha um salário mínimo como carregador de caminhão. Essa mulher concluiu o terceiro ano do ensino médio e morava em casebre num beco, sofrendo humilhações e um clima de depressão e machismo do marido. Ao ser beneficiada pela Bolsa Família, criou uma certa autonomia e começou a enxergar outras coisas que estavam ao seu redor, como uma Biblioteca Comunitária de uma ONG, ao lado de sua casa, e começou a freqüentar com os filhos, daí foi se dedicando a comunidade, sendo acompanhada e orientada pela ONG, de repente estava coordenando a Biblioteca, cadastrando os livros, recepcionando as pessoas e logo criou um programa de leitura com as crianças da comunidade, passou a fazer parte da organização comunitária, a se inscrever no Enem, no vestibular, no Prouni, a fazer cursos e a não aceitar mais opressão do marido. É uma pessoa altamente comprometida com os movimentos comunitários, uma artesã nata, se apaixonou pela educação popular ao estudar Paulo Freire e está coordenando de forma voluntária um projeto de agricultura urbana, após ter feito um curso de um ano na UFC.

Faz hoje um trabalho no Horto de Plantas Medicinais e Agricultura Urbana junto com a entidade local, envolvendo as crianças da comunidade e as famílias. Faz parte da Rede Solidária de Organizações Sociais do Pici e do Fórum Popular de Saúde.

São três exemplos de resgate da cidadania, que precisam ser trabalhados no rumo do processo de inclusão, que permita uma libertação solidária, segura e permanente.

Essas três realidades me permitem compreender que a Bolsa Família cumpre uma função social, política e econômica muito importante para o desenvolvimento da sociedade brasileira excluída do modelo capitalista neoliberal em curso no País. Permite-me também a dizer, que estou convencido que essa libertação anunciada, só se dará pela via de uma economia solidária onde o ser humano seja o elemento principal de inclusão na construção da felicidade e não sob a dominação do capital que exclui.

Leonardo Sampaio

Educador Popular, Pesquisador, Pedagogo ecolunista do site: BairroAntonioBezerra.Com.Br
Leonardo Sampaio: Este é um instrumento que tem por finalidade divulgar produções literárias, poéticas, culturais e ambientais
| Este artigo ainda não foi avaliado | 0.
  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  

Publicidade

Colunas BAB

Por Rossana_Brasil

Retrato de um espelho!

15 Jun 2020
Cada um devendo respeitar a subjetividade do outro. O que passar disso é qualquer coisa, menos amor.
Por leonardofsampaio
Este é um instrumento que tem por finalidade divulgar produções literárias, poéticas, culturais e ambientais

Vende-se um açude!!!

16 Mar 2020
"...Pelo visto, não basta só se indignar, é necessário gritar, ou até acampar exigindo atitudes dos gestores públicos..."
Por VALENTIM

Os precursores da fotografia no Antônio Bezerra

27 Jan 2020
"...Outro foto bastante conhecido dos moradores de Antonio Bezerra foi o saudoso “Foto Iracema” pertencente inicialmente ao Luiz Magrinho, localizado na Rua Hugo Victor nº 44..."
Por Robson
Conteúdo sobre a RCC, Renovação Carismática Católica

O Bom Pastor!!!!!!

15 May 2020
O conceito da palavra “salvação” vem do grego sötëria de onde a tradução nos remete a cura, remédio. No latim, salus tinha um significado muito particular na época.