" /> Bairro Antonio Bezerra. Com. Br - As manifestações de ruas e a mídia
   
   

Pesquisa no Site

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Livro de Visitas

Nossa Cidade

Sobre o Site

Menu

As manifestações de ruas e a mídia imag1
 Colunas BAB 
HomeColunas BABLeonardo Sampaio • As manifestações de ruas e a mídia

Leonardo Sampaio

As manifestações de ruas e a mídia

Imprimir artigo Enviar este artigo para um amigo. 
As manifestações de ruas em Fortaleza desde o dia 19/06/13, me fez observar que as matérias de televisão e jornais vem discriminando e criminalizado o movimento de rua, taxando-o como vândalos, tanto nos noticiários como nos programas da bala e sangue. Passam horas mostrando imagens da revolta popular contra todas as formas desrespeito aos seus direitos. Os jornais impresso, trazem nas manchetes fotos e matérias mostrando fogo, violência como se tudo seja vandalismo.

Esse tipo de comunicação não quer apresentar a realidade que está presente nas manifestações a partir das diversas formas que os manifestantes veem o mundo, como por exemplo a filosofia do anárquico, que quando é atacada nas ruas, tem seu jeito de protestar contra o Estado e a mídia, que os tratam como pessoas anormais e os discriminam, não aceitam o seu jeito de ser.

É preciso entender que o que está sendo queimado nos protestos, não é um simples ataque aos carros dos meios de comunicação, mas à péssima qualidade dos programas de televisão que apresentam as pessoas da periferia como gente do mal, com sangue e bala pra todo lado, essa imagem é apresentada em TV e jornais mostrando a pobreza como degradação humana e lixo da sociedade, como se todos sejam marginais.

Essa mídia não percebe que o manifestante da rua esta na escola, ou passou por ela, adquiriu consciência critica e consegue fazer uma leitura de mundo, razão pela qual quando ele queima ou apedreja é simbolizando o protesto contra que dizem dele, ou como os tratam.

Não são vândalos, mas protestos de jovens que estudam, tem criticidade, filosofia de vida, detestam o Estado, querem ser livre dele.

Open in new window


O que está sendo queimado da mídia nas manifestações é o estereótipos às periferias, com programas de sangue, bala e miséria.

Não há vândalos e sim protestos contra o Estado(executivo, legislativo, judiciário) e a mídia extremamente corruptos. Só capital O jeito de queimar das manifestações de ruas é a forma de protesto ilegal, porém legitima. Queima-se a péssima qualidade inclusive da mídia.

A simbologia dos manifestantes de rua em virar um ônibus, não é um simples ato de vandalismo como estão tratando e sim à revolta dos usuários, pela péssima qualidade do transporte coletivo. No entanto a sociedade um tanto hipócrita, acha que não é essa a forma, só que todas as outras já foram tentadas pelas organizações populares, como não tem resposta satisfatória, o radicalismo das ruas já a extremidade possível de mostrar a necessidade de mudança.

É esse o diferencial que a mídia não trás que a análise, e já levam à criminalização, enquanto que Estado apresenta como solução a repressão, estão aí às contradições da luta de classe que chegou às ruas.

Leonardo Sampaio
Educador e Colunista do Site: BairroAntonioBezerra.Com.Br
Leonardo Sampaio: Este é um instrumento que tem por finalidade divulgar produções literárias, poéticas, culturais e ambientais
| Este artigo ainda não foi avaliado | 0.
  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  

Publicidade

Colunas BAB

Por Rossana_Brasil

Retrato de um espelho!

15 Jun 2020
Cada um devendo respeitar a subjetividade do outro. O que passar disso é qualquer coisa, menos amor.
Por leonardofsampaio
Este é um instrumento que tem por finalidade divulgar produções literárias, poéticas, culturais e ambientais

Vende-se um açude!!!

16 Mar 2020
"...Pelo visto, não basta só se indignar, é necessário gritar, ou até acampar exigindo atitudes dos gestores públicos..."
Por VALENTIM

Os precursores da fotografia no Antônio Bezerra

27 Jan 2020
"...Outro foto bastante conhecido dos moradores de Antonio Bezerra foi o saudoso “Foto Iracema” pertencente inicialmente ao Luiz Magrinho, localizado na Rua Hugo Victor nº 44..."
Por Robson
Conteúdo sobre a RCC, Renovação Carismática Católica

O Bom Pastor!!!!!!

15 May 2020
O conceito da palavra “salvação” vem do grego sötëria de onde a tradução nos remete a cura, remédio. No latim, salus tinha um significado muito particular na época.