" /> Bairro Antonio Bezerra. Com. Br - Você pratica phubbing?
   
   

Pesquisa no Site

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Livro de Visitas

Nossa Cidade

Sobre o Site

Menu

Você pratica phubbing? imag1
 Colunas BAB 
HomeColunas BABComunicação & Empreendedorismo • Você pratica phubbing?

Comunicação & Empreendedorismo

Você pratica phubbing?

Imprimir artigo Enviar este artigo para um amigo. 
Pode até ser inconsciente, mas a grande maioria das pessoas são recorrentes em praticar phubbing mesmo sem saber o que isto significa. O termo foi criado em 2013 em Melbourne, Austrália, por um estudante de publicidade. A palavra nada mais é que a junção de phone (telefone) e snubbing (esnobar). Já entendeu, né?

Open in new window

Phubbing é o ato de esnobar alguém quando se está usando o celular. Quer dizer que você nunca fez isso? Pense bem… Outro dia, no barzinho com os amigos, no restaurante com a família… Há uma máxima famosa que diz que “a tecnologia aproxima os que estão longe e afasta quem está perto“. Não é preciso ser nenhum expert para perceber que, de fato, isso acontece com certa recorrência em nossas vidas.

A psicologia explica essa dependência com os dispositivos móveis. A evolução da tecnologia trouxe o mundo para nossas mãos LITERALMENTE. O uso de smartphones e tablets aumentou o acesso aos conteúdos digitais o que acabou gerando um acúmulo de informações que “pipocam” a todo momento em nossos aparelhos. A quantidade de conteúdo (útil e inútil, né?) que recebemos a cada segundo é avassaladora e o mínimo de tempo possível offline é suficiente para fazer com que percamos algo “importante”.

Com o crescente número de informações que chegam a todo momento é natural que as pessoas mais conectadas tenham um certo receio de ficar de fora. Essse fenômeno é conhecido como FOMO, uma expressão que vem do inglês Fear Of Missing Out, ou seja, o medo de perder alguma coisa. Por isso, nossa atenção está sempre voltada para os nossos aparelhos.

Mas não pense que acaba por ai não… Há outro fenômeno responsável pela nossa dependência com esses eletrônicos. É o microtédio. Qualquer curto período de tempo é suficiente para nos deixar entediados. Tem algo mais chato que esperar? Mesmo que seja por um ou dois minutinhos… é tempo suficiente para dar uma espiadinha no que se passa pelas redes sociais. Por isso, recorremos aos smartphones com tanta frequência.

Como você se sente quando o pacote de dados não é suficiente? Ou se a bateria do seu celular acaba? Uma pesquisa feita em vinte países, revela que 61% dos brasileiros se sentem perdidos quando ficam sem internet. A média mundial é de 53%. Nessa, quase ganhamos, pois o primeiro lugar é ocupado pelo Reino Unido (68%). Esses dados, no entanto, mostram o quanto estamos dependentes da tecnologia e, muitas vezes, deixamos de interagir com as pessoas que estão ao nosso lado.

Que tal fazer um esforço, dar uma folga para o seu smartphone e aproveitar mais o momento quando estiver com amigos e familiares? Fica o desafio, hein?

Herbênya Alves
Jornalista
www.kampaicomunicacao.com.br
Comunicação & Empreendedorismo: Identificar quem é seu consumidor é fundamental para pensar nas estratégias de marketing que você precisa para atraí-lo. É através das características desse público-alvo que você vai ter a base para direcionar o seu trabalho. Estude, converse e entenda seus clientes e acerte o alvo!
| Avaliação: 10.00 | Votos: 1.
  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  

Níver BAB

Publicidade

Colunas BAB

Por Rossana_Brasil

Isolados e sem afetos

23 Mar 2020
"...Você está sentindo falta do amigo (a) que igualmente está impedido de lhe ver?..."
Por leonardofsampaio
Este é um instrumento que tem por finalidade divulgar produções literárias, poéticas, culturais e ambientais

Vende-se um açude!!!

16 Mar 2020
"...Pelo visto, não basta só se indignar, é necessário gritar, ou até acampar exigindo atitudes dos gestores públicos..."
Por VALENTIM

Os precursores da fotografia no Antônio Bezerra

27 Jan 2020
"...Outro foto bastante conhecido dos moradores de Antonio Bezerra foi o saudoso “Foto Iracema” pertencente inicialmente ao Luiz Magrinho, localizado na Rua Hugo Victor nº 44..."
Por Robson
Conteúdo sobre a RCC, Renovação Carismática Católica

Deus quer ouvir a voz da sua comunidade!!!

16 Mar 2020
“O nosso Evangelho vos foi pregado não somente por palavra, mas também com poder, com o Espírito Santo e com plena convicção. Sabeis o que temos sido entre vós para a vossa salvação”.