" /> Bairro Antonio Bezerra. Com. Br - O 13 de maio daqui e o 13 de maio dos EUA
   
   

Pesquisa no Site

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Livro de Visitas

Nossa Cidade

Sobre o Site

Menu

O 13 de maio daqui e o 13 de maio dos EUA imag1
 Colunas BAB 
HomeColunas BABCotidiano • O 13 de maio daqui e o 13 de maio dos EUA

Cotidiano

O 13 de maio daqui e o 13 de maio dos EUA

Imprimir artigo Enviar este artigo para um amigo. 
Desde quinta-feira, 13 de maio, os cidadãos norte-americanos imunizados estão desobrigados a usar máscara. A decisão vem depois da queda no número de casos e de mortes provocados pela covid-19, que assombra o mundo de forma pandêmica.

A decisão é o reflexo claro do compromisso de um governo que trata com seriedade a doença e o seu povo. Desde a sua chegada a Casa Branca, o presidente democrata Joe Biden não mediu esforços para avançar com as medidas de combate ao coronavírus, especialmente com a aplicação da vacina em todo território americano.

A data coincide com o nosso 13 de maio de 1888, em que a suposta abolição também cobriu de esperança os cativos e escravizados que viram naquele ato um horizonte de esperança, mas ficou mesmo só na esperança.

Sem teto, sem trabalho, sem apoio institucional, os então “libertos" iniciaram a escalada de enfretamento ao racismo estrutural tão bem abordado por Sílvio de Almeida, Djamila Ribeiro e tantos outros pensadores afro-brasileiros.

Pesquisas apontam uma enorme desvantagem daqueles que trazem na sua cútis a melanina acentuada, o nariz arredondado ou o cabelo crespo.

No mercado de trabalho, o preto ganha até 31% menos que um branco, segundo o Instituto Locomotiva. Na educação, de acordo com Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua Educação de 2019, a taxa de analfabetismo é três vezes maior se comparados negro ou pardos com brancos. Como consequência, os “libertos de 1888” continuam até hoje aprisionados aos baixos salários e as poucas chances de concorrer a melhores postos de trabalho, restando a eles o empreendedorismo de necessidade e a uma consequente escravidão moderna, sem direitos, tal qual em 1888.

Definitivamente, 13 de maio é marcante, contudo, mais uma vez, não para os negros brasileiros que deverão continuar travando guerras para garantir novas abolições e que, dessa vez, sejam estruturais.

Open in new window
Cotidiano:
| Este artigo ainda não foi avaliado | 0.
  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  

Publicidade

Colunas BAB

Por Robson
Conteúdo sobre a RCC, Renovação Carismática Católica

Cada comunidade é uma obra de Deus

20 Sep 2021
Como é o amor quem fortalece nossos vínculos espirituais, podemos faze-los crescer através da oração.
Por Emanuel_Santos

Faltou onda para Medina e sobrou para Ferreira

09 Aug 2021
Viva o nordeste e viva o esporte brasileiro.
Por Rossana_Brasil

A criança que se concentra é imensamente feliz.

20 Sep 2021
...Em segundo lugar, uma atitude essencial para a família: nada de TV ligada nem celulares à mesa. O momento das refeições é um dos pontos mais importantes da convivência em família...
Por VALENTIM

As memórias do circo que conheci na infância

20 Sep 2021
Circo montado. Era hora de sair em carreata pelas ruas do bairro.
Por leonardofsampaio

Dom, está vivo na terra e na eternidade

20 Sep 2021
...Eram pessoas que naquela época não conseguiam falar nem com o Vigário e ali conversavam com o Cardeal quase Papa...