" /> Bairro Antonio Bezerra. Com. Br - Monogamia
   
   

Pesquisa no Site

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Livro de Visitas

Nossa Cidade

Sobre o Site

Menu

Monogamia imag1
 Colunas BAB 
HomeColunas BABDependência Química • Monogamia

Dependência Química

Monogamia

Imprimir artigo Enviar este artigo para um amigo. 
Monogamia é um conceito que se refere a um relacionamento no qual um homem ou mulher pode ter apenas um parceiro por vez. Os humanos são uma das poucas espécies a praticá-lo. Porém, como todos sabemos, na maioria das vezes não é assim...

Em sociedades aparentemente monogâmicas, a infidelidade é muito comum. O mesmo pode ser dito da maioria dos animais. São muito poucos os que permanecem fiéis e as razões pelas quais o fazem estão longe de ser românticas. Compreender as razões pelas quais a monogamia raramente funciona e falha com tanta frequência pode nos fornecer percepções interessantes sobre nossos relacionamentos.

Por "monogamia", (do lat tardio. Monogamĭa, Gr. Μονογαμία; v. Monogâmico) queremos dizer a união de um único homem com uma única mulher (em oposição à bigamia, poligamia); na antropologia, é definida como uma união socialmente reconhecida e permanece monogâmica mesmo que haja mais mulheres (amantes, concubinas, etc.) não identificadas como esposas. No direito canônico, é a condição de quem se casou apenas uma vez, ou seja, quem não teve um segundo casamento.

Ora, se é verdade que nem todas as pessoas são infiéis, é igualmente certo que somos geneticamente predispostos a sê-lo, como nos lembra o estudo do professor Tim Spector, segundo o qual 40% das infidelidades são explicadas por fatores genéticos. O teste realizado por Spector em 1.600 pares de gêmeos mostra, de fato, que a infidelidade é condicionada por uma considerável influência genética. Por esse motivo, a conclusão lógica é que esse comportamento persiste porque é evolutivamente vantajoso.

Dentre os fatores psicológicos que afetam a fidelidade, podemos destacar a satisfação emocional, pessoal e sexual. Quem gosta de rotina terá menos tendência a abandoná-la e isso, aliado a um alto fluxo de neurotransmissores serotonérgicos, torna a fidelidade a opção mais agradável. Pelo contrário, pessoas propensas a buscar sensações intensas com baixos níveis de serotonina e dopamina são mais propensas à infidelidade.

Do ponto de vista evolutivo, o discurso é muito simples: na corrida pela reprodução os machos levam uma clara vantagem sobre as fêmeas. Na verdade, enquanto a mulher nasce com um número limitado de óvulos, de produção "cara" e com "prazo de validade", os machos podem produzir milhões de espermatozoides em um tempo muito curto, com um pequeno dispêndio de energia e um vasto sistema reprodutivo potencial.

Do ponto de vista evolutivo, a traição tem por objetivo aumentar a possibilidade de transmissão de seus genes para o homem. De acordo com a ciência, portanto, estamos inclinados a ser socialmente monogâmicos, mas não sexualmente.

Para a sexóloga Janis Springs, autora de "After the affaire", a infidelidade caracteriza quase um terço dos casais; em média, as estatísticas de infidelidade garantem que 60% dos homens são infiéis e que 40% das mulheres seguem seus passos.

O resultado é que em 80% dos casamentos pelo menos um dos parceiros tem um caso. Vista nesses termos, parece que a monogamia sexual é mais um ideal do que uma realidade. Pelo contrário, a monogamia social é mais popular na sociedade ocidental.

Mas, como reconhecem os especialistas, se nos animais a monogamia é apenas uma questão biológica, nos humanos também é algo mais: "é também uma questão de ética, psicologia, sociologia, antropologia, direito, teologia [...]" onde outros coincidem com fatores como amor, confiança, compromisso, medo, raiva, descendência, lealdade, dinheiro, doença, etc.

Para muitos com a pessoa certa, a monogamia é uma escolha natural. O problema é apenas encontrá-lo entre 7 bilhões de pessoas. E você, o que acha: a monogamia é indispensável ou necessária?

Open in new window
Dependência Química:
| Este artigo ainda não foi avaliado | 0.
  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  

Publicidade

Colunas BAB

Por Robson
Conteúdo sobre a RCC, Renovação Carismática Católica

Cada comunidade é uma obra de Deus

20 Sep 2021
Como é o amor quem fortalece nossos vínculos espirituais, podemos faze-los crescer através da oração.
Por Emanuel_Santos

Faltou onda para Medina e sobrou para Ferreira

09 Aug 2021
Viva o nordeste e viva o esporte brasileiro.
Por Rossana_Brasil

A criança que se concentra é imensamente feliz.

20 Sep 2021
...Em segundo lugar, uma atitude essencial para a família: nada de TV ligada nem celulares à mesa. O momento das refeições é um dos pontos mais importantes da convivência em família...
Por VALENTIM

As memórias do circo que conheci na infância

20 Sep 2021
Circo montado. Era hora de sair em carreata pelas ruas do bairro.
Por leonardofsampaio

Dom, está vivo na terra e na eternidade

20 Sep 2021
...Eram pessoas que naquela época não conseguiam falar nem com o Vigário e ali conversavam com o Cardeal quase Papa...