Aprendendo a ORAR como convém

Coluna: Pr.Fábio Edson
Autor: Fábio Edson Ferreira de Sousa

Porque nossa oração precisa ser revista em seu conteúdo.

Oramos de forma que Deus se apresenta como um ídolo, manipulável, e distanciado da dor humana.

Achamos que Deus só responde se eu orar.

Ou seja, Deus responde orações e quem ora, age primeiro e Deus é reativo. Como que Deus só agisse depois que falarmos para Ele.

Entendemos oração somente a gente falando, falando e nada de se calar para ouvirmos Deus. Só quem fala é a gente, não damos espaços para ouvir Deus, ou seja, forma egocêntrica.

Entendemos como uma ação de nossa parte que coloca Deus em movimento. Não é Deus que nos coloca em movimento e sim nós que o colocamos em movimento, ou seja, um deus imóvel, manipulado.

É como que nós é quem está preocupado com o mundo e Ele muito sossegado. Aí a nossa oração chama a atenção de Deus, agiliza Deus, acorda Deus. É como que Deus estivesse desatento, muito ocupado, desinteressado e passivo até que nós o movimentemos com nossas orações, venhamos a acordá-lo.

Isso não é o Deus da Bíblia, não é o que Jesus nos revelou no Novo Testamento.

Hoje percebemos isso constantemente nos cultos e missas de libertação etc...

Aliás, observamos isso em todas as religiões, um deus manipulável pelos homens.

Mas, como entender Deus em nossas orações?

A primeira coisa que eu tenho que entender é que Deus não está imóvel e nem desinteressado.

Deus não depende de nossas orações para fazer algo, Ele faz mesmo que a gente não apele a Ele.

Deus está em movimento, está agindo. Está interessado em fazer alguma coisa. Está bastante comprometido em fazer alguma coisa. Ele mesmo prometeu fazer alguma coisa e vai fazer, quer oremos ou não.

É por isso que devemos orar, porque Deus vai fazer alguma coisa, está interessado e comprometido e Ele quer nos ter como seus cooperadores; Ele quer agir em nós e através de nós. Deus quer nos incluir naquilo que Ele quer fazer.

Na bíblia vemos muitos casos que independente das orações de seus servos iria acontecer.

A gente ver isso no dia de pentecoste; eles não estão pedindo que derrame o ES estão esperando o derramar do ES e isso aconteceria mesmo que eles não estivessem orando. Era uma promessa de Deus e não uma resposta de oração.

É por isso que você ora, é porque o ES vai ser derramado e pode ser que ele seja derramado e você não esteja lá. É por isso que você ora, não é para que Deus faça alguma coisa, mas é porque ele está fazendo alguma coisa e você perceba isso e participe.

Nós oramos não para colocar Deus em ação, Deus em movimento, mas oramos porque Deus quer fazer alguma coisa, prometeu fazer alguma coisa e vai fazer alguma coisa, e nós oramos dizendo: Senhor, quando fizeres faze-o através de mim. Quando o fizeres, faze-o comigo. Quando fizeres conte comigo. Estou disponível, interessado. Quero ser instrumento teu, quero participar do que o Senhor está fazendo.

Foi assim com Felipe em atos 8: Deus já estava falando com o etíope através do texto de Isaias e Deus usa o Felipe para batizar aquele homem. Parceria.
Veja agora Atos 9. 10 Ananias e Saulo.

Atos 10.1 Cornélio e Pedro.

Ou seja, DEUS NÃO ESTÁ PARADO! Jesus disse em João 5 que o Pai dele trabalha até hoje e eu trabalho também.

A oração é uma conversa com Deus a respeito do que estamos fazendo juntos.

Sou cooperador com Deus.

Exemplo:

Oração pelos meus filhos: eu querendo ensinar o que Deus pudesse fazer nos meus filhos, como se Deus não estivesse nem aí pros meus filhos, esperando eu me ajoelhar para que ele então me dê a resposta a minha oração.

Era para orarmos assim: Deus. Estou bastante preocupado com meus filhos, e eu sei que o senhor está muito mais interessado em abençoá-los que eu e o seu amor por eles é muito mais perfeito do que o meu.

Eu sei que os teus olhos percebem os meus filhos quando os meus nem alcançam. Eu sei que o senhor conhece o coração de meus filhos muito mais do que eu, eu sei que o senhor quer abençoá-los e redimi-los, eu sei que o senhor está agindo na vida dos meus filhos, como que eu posso cooperar para essa obra que o senhor está fazendo na vida que meus filhos?

Aí eu me calo, e com certeza Deus me dirá que realmente eu não tenho condições de cuidar deles sozinho e que precisa dEle nesse processo.

E ele vai nos usar da melhor maneira possível.

Deus cuida e nem sabemos como, mas está cuidando, temos que descansar nisso. O que precisamos é ser cooperadores.

Esperar que Deus nos mova pois ele está em movimento.

O ES é quem conduz a igreja em atos e não os discípulos que guia. Eles estavam disponíveis.

Qual é a oração? A oração é o que esta igreja estava fazendo, esperando de joelhos o fazer pois Deus está em movimento, disponíveis.

Temos que ter a nossa confiança que Deus está agindo, no controle, está interessado, está trabalhando.

Orar é a grande maneira que temos, de cooperar com Deus.

Quando você se ajoelha, Deus está trabalhando;

Quando você se ajoelha, Deus inclui você entre os trabalhadores;

Quando você se ajoelha, você se compromete com o que Deus está fazendo;

Quando você se ajoelha, percebe o agir de Deus.

Published:  10 Aug 2012